Viúvo de Walewska quer alugar casa que ex-sogros ganharam da jogadora

Viúvo de Walewska quer alugar casa que ex-sogros ganharam da jogadora

Viúvo de Walewska quer cobrar aluguel de pais da jogadoraReprodução

Walewska Moreira de Oliveira foi uma jogadora de vôlei brasileira que morreu em setembro do ano passado. Meses após seu falecimento, a divisão do patrimônio da atleta está gerando polêmica entre os seus familiares. Isso porque Ricardo Alexandre Mendes, viúvo da Walewska, está cobrando aluguel de um imóvel no qual os pais da esportista vivem.  

Veja abaixo uma galeria de fotos de Waleska: 

Junto com seu marido, Walewska possuía três apartamentos. Dois no mesmo edifício em São Paulo, no qual o casal morava em um deles, e um em Belo Horizonte, em Minas Gerais, onde moram os pais da jogadora.

De acordo com informações do “UOL”, a pedido de Ricardo, seu advogado está exigindo a entrada do apartamento de Minas Gerais no espólio da jogadora. Com isso, até a tramitação final do inventário, dona Maria e seu Geraldo teriam de pagar um aluguel no valor de R$ 2.070 para permanecer no imóvel.

Pelo lado da família da jogadora, a decisão de Ricardo é vista com bastante repúdio. Os pais de Waleswka acreditam que o ex-genro esteja os forçando a deixar o apartamento ou então fazer com que o casal pague o valor desejado. 

“A dor de perder nossa filha é imensurável, mas depois disso veio Ricardo Mendes, que tivemos como filho, querer nos destruir. Não queremos guerra, a família só quer entender onde foi parar o patrimônio do fruto do trabalho de nossa campeã”, disseram os pais de Waleska. 

O advogado de Ricardo diz que a decisão foi tomada após identificar uma ‘represália’ da família de Walewska: “Questão não é despejo, ele (Ricardo) está querendo cobrar aluguel dos pais da Wal por represália, porque a família quer saber onde foi parar o patrimônio dela”, disse o advogado Eric Vaccarezza em entrevista ao “UOL”. 

Veja mais novidades sobre o mundo da bola e todos os esportes no Brasil e no mundo acompanhando nosso site.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!