São Paulo tem retrospecto negativo atuando no Mangueirão

São Paulo tem retrospecto negativo atuando no Mangueirão

São Paulo tem retrospecto negativo no MangueirãoFoto: David Alves/Ag Pará

O São Paulo encara o Águia de Marabá nesta quinta-feira (2), às 19h30, em Belém, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Para abrir vantagem no confronto, o Tricolor tenta superar a hostilidade do estádio Mangueirão, local onde o clube não tem um retrospecto positivo.

O estádio já recebeu 11 jogos do Tricolor e costuma ser um ambiente hostil. Afinal, são três vitórias, quatro empates e quatro derrotas, com nove gols marcados e 13 gols sofridos no total. Um aproveitamento de 39,3%. Contudo, esta é a primeira vez que o São Paulo enfrenta o Águia de Marabá na história.

Ao longo de sua história o São Paulo disputou 15 jogos no Pará contra quatro equipes diferentes: Paysandu, Remo, Tuna Luso e Independente. Ao todo, são cinco vitórias, seis empates e quatro derrotas. Entretanto, nem todos estes jogos aconteceram no Mangueirão.

Aliás, o palco do jogo foi modificado alguns dias antes, já que o Zinho de Oliveira, estádio do Águia de Marabá, não atende aos requisitos da CBF para receber a partida.

Nesta quinta-feira, a expectativa é de que o São Paulo consiga fazer o resultado com mais tranquilidade, já que terá pela frente um time com pouca tradição, que atualmente disputa a Série D do Campeonato Brasileiro. Assim, o Tricolor tem a chance de melhorar seu retrospecto atuando no Mangueirão.

Apesar do favoritismo, o técnico Luis Zubeldía decidiu deixar alguns jogadores na cidade de São Paulo. Assim, em Belém, viajaram atletas que pouco atuaram em 2024, além de alguns garotos revelados nas categorias de base do clube.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!