Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Roberto Assaf: Previsível, Flamengo ganha mal e é vaiado

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
Flamengo celebra seu gol no magro 1 a 0 sobre o AmazonasFoto: Lucas Bayer/Jogada10

O presidente do Flamengo, Rodolpho Landim, disse uma bobagem sem limites sobre o maior craque da história do clube. É fundamental registrar a gafe, antes de qualquer comentário sobre o joguinho em que o Rubro-Negro derrotou o Amazonas por 1 a 0, na bacia das almas, pela Copa do Brasil. Bobagem do tamanho do futebolzinho que o time mostra.

O Flamengo joga algo previsível, de centenas de toques para os lados, de poucas penetrações, e raras finalizações, daí a enorme dificuldade para marcar gols. Não há intensidade. E pelo que tem sido visto, o ritmo devagar, quase parando, não foi proposital, para dosar energias contra uma equipe teoricamente mais fraca. É freqüente, e irritante, sem eficiência, por isso os maus resultados. O problema é que o Flamengo praticamente só disputa campeonatos competitivos. Dessa forma, a tendência é encontrar problemas diante de quase todos os adversários. Inclusive contra os pequenos.

Flamengo vence sem convencer

No primeiro tempo, Pedro aproveitou o cruzamento de Viña e fez 1 a 0, de cabeça, aos 19 minutos. Na etapa final, o mesmo futebolzinho, bola prá lá, prá cá, correndo o risco de tomar um gol, numa bola boba, e até para dar um mínimo de satisfação o técnico peca, pois para lançar Gabriel, saca De La Cruz, um dos raros jogadores que têm passe reto. Não satisfeito, lá se vão para o campo Wesley e Luiz Araújo, Tite escala mal, mexe pior ainda, e não consegue fazer o time render. É uma lástima.

Difícil calcular a sua demissão – quem sabe ele mesmo não pede o boné? – mas pode ocorrer ainda neste mês, em caso de eliminação na primeira fase da Libertadores, ou em junho, quando a Copa América levar o que resta de útil na Gávea. São nove jogos de Brasileiro com reservas.

Mas é fato que coisa foi caminhando para o fim e nada acontecia. Até o fim. O Flamengo terá mil problemas na sequência. No Brasileiro, como se sabe, não vai a lugar algum. E não seria surpresa se caísse na primeira fase da Libertadores. O Flamengo não está jogando rigorosamente nada. Há algo de podre no Reino da Dinamarca.

O que há de útil, como dito, é que esta CT pode ir embora com alguma rapidez, o que pode salvar o resto do ano rubro-negro.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE