Estêvão fica? As chances do Palmeiras de manter o prodígio

Estêvão fica? As chances do Palmeiras de manter o prodígio

Estêvão fica? As chances do Palmeiras de manter o prodígioFoto: Reprodução

O atacante Estêvão, mais uma vez, foi o principal protagonista de uma vitória do Palmeiras na temporada. Agora, saiu dos pés do prodígio de apenas 17 anos o gol que colocou o Verdão em vantagem diante Botafogo-SP, na última quinta-feira, 2, pela terceira fase da Copa do Brasil. A rápida evolução do jogador já é acompanhada de preocupação. Até quando o clube conseguirá segurá-lo?

Nem mesmo o técnico Abel Ferreira refutou lutar publicamente pela permanência do jovem talento. Em entrevista coletiva após a partida, ele fez um apelo público à diretoria pela manutenção até pelo menos 2027 – o contrato termina em 23 de abril de 2026.

Para permanecer com o jogador por mais tempo, o Verdão precisará resistir ao forte interesse do Chelsea, que estaria disposto a oferecer 55 milhões de euros (mais de 300 milhões de reais), segundo o site UOL. Além dos Blues, o Barcelona também pode entrar no páreo, de acordo com o portal espanhol Sport.

#CopaDoBrasil

Estevão teve a 2ª maior Nota Sofascore de Palmeiras 2-1 Botafogo-SP!

pic.twitter.com/aGhtmm5HW6

— Sofascore Brazil (@SofascoreBR) May 3, 2024

“Não vendam este jogador, deixem ele conosco até 2027. Ele é diferente de tudo que já vi, defende, ataca, se mostra. É o único pedido a direção: não deixem esse jogador sair. Ele pode ser uma referência para nós, todas as equipes precisam deste tipo de jogador porque ele faz coisas diferentes. Não sou eu que ensino a driblar e chutar, minha função é ensinar posicionamento, defesa”, disse Abel.

Outro fator que dificulta permanência de Estêvão é a questão contratual. O jogador, que assinou seu primeiro contrato profissional com o Palmeiras aos 16 anos, a partir de outubro de 2025 terá a liberdade para assinar com outros clubes sem custos.

Nesse sentido, o Palmeiras, para lucrar valores milionários, teria que vender o atleta antes, ou buscar a renovação do contrato. Uma alternativa pode ser negociar o garoto em breve, assim como foi feito com Endrick. Estêvão, contudo, só deixaria o clube quando completasse 18 anos, em abril de 2025.

Conhecido por ser cauteloso com Endrick, Abel chegou a “se empolgar” com o Messinho, apelido que recebeu ainda na categoria de base. Porém, também afirmou que Estêvão não será utilizado em todas as partidas.

“Ele tem uma família muito bem estruturada, um pai e uma mãe que ajudam muito. Os colegas falam muito bem dele, ele se sente bem em campo. Quando você começa a vestir essa camisa, tem que ser tratado de maneira igual, mas ele sabe que tem uma equipe que o ajuda. O próprio Luis está um pouco chateado porque eu não o coloquei. Não consigo colocar todos, mas é bom poder participar e desfrutar de um jogador como ele. Me dá gosto vê-lo jogar, mas se amanhã ele ficar fora não me critiquem, porque ele não pode jogar todos os jogos”, falou o português.

Estêvão estreou pelo Palmeiras em 2023, mas passou a receber mais chances nesta temporada. Em 2024, o atacante fez 11 partidas, marcou dois gols e anotou uma assistência.

Para fazer parte da nossa comunidade, acompanhe a Placar nas mídias sociais.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!