‘Objetivo cumprido’: Ronaldo revende participação na SAF do Cruzeiro

‘Objetivo cumprido’: Ronaldo revende participação na SAF do Cruzeiro

“Cumpri meu objetivo”: Ronaldo vende sua participação na SAF do CruzeiroGIUSEPPE CACACE

Giuseppe CACACE

O ex-jogador Ronaldo “Fenômeno” vendeu sua participação majoritária na SAF do Cruzeiro, clube que sob seus dois anos de gestão conseguiu retornar à primeira divisão do futebol brasileiro.

“Meu objetivo está cumprido, e a minha ideia sempre foi essa. Reerguer o Cruzeiro, colocar no seu devido ligar e, no momento certo, passar para a pessoa certa”, declarou Ronaldo durante uma coletiva de imprensa na Toca da Raposa, centro de treinamento do clube em Belo Horizonte.

Essa “pessoa certa” é Pedro Lourenço, dono da rede de supermercados BH, a quinta maior do Brasil.

A Raposa manteve sob cláusulas de confidencialidade os valores acordados e a nova composição acionária, mas a mídia local informou que o empresário mineiro passará a ser proprietário de 90% das ações da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do clube por R$ 600 milhões.

Ronaldo havia comprado sua participação majoritária do clube por R$ 400 milhões em 2021.

– ‘Quarto de hospital’ –

O acordo coloca um ponto final à segunda passagem de Ronaldo no Cruzeiro. Na primeira, como jogador, o Fenômeno estreou no futebol profissional defendendo a Raposa em 1993, iniciando uma carreira de enorme sucesso dentro de campo.

Quando Ronaldo se tornou o acionista majoritário em dezembro de 2021, o clube sofria com problemas financeiros e de liderança na diretoria.

“Quando cheguei […] o Cruzeiro estava na UTI”, declarou Ronaldo, admitindo que, embora tivesse detectado “potencial”, a decisão de comprar o clube foi “irresponsável e loucura”.

Mas depois de reduzir as dívidas para quase a metade e quintuplicar as receitas, o clube encontra-se agora “confortavelmente no quarto de hospital”.

Segundo o ex-atacante, Lourenço poderá injetar “velocidade aos investimentos”, para “impulsionar” o Cruzeiro, atual 7º colocado do Brasileirão, a “brigar por coisas importantes”.

“Não é fácil, tenho consciência da dificuldade que temos, a responsabilidade, mas estou preparado”, afirmou o empresário.

– Volta à primeira divisão –

As aquisições no futebol brasileiro são possíveis através das SAFs, uma ferramenta jurídica aprovada em 2021 para estimular a transformação dos clubes em empresas, oferecendo vantagens de saneamento financeiro.

O Cruzeiro foi um dos clubes mais vitoriosos da última década no futebol brasileiro, com dois títulos do Campeonato Brasileiro (2013 e 2014) e dois da Copa do Brasil (2017 e 2018).

Mas os maus tempos chegaram no fim de 2019, sendo rebaixado para a segunda divisão devido a problemas financeiros e tensões internas dentro da diretoria.

A chegada de Ronaldo, pentacampeão do mundo com a seleção em 2002 e duas vezes eleito o melhor jogador do mundo (1997 e 2002), deu novo ânimo ao clube.

Na primeira temporada sob a administração de Ronaldo, o clube apostou em jogadores de renome e baratos no mercado. A jogada deu resultado e, após três temporadas na Série B, a Raposa retornou à elite do futebol brasileiro no ano passado.

O clube foi “bem gerido”, declarou Lourenço em relação a Ronaldo, que nos últimos meses foi muito criticado pelos torcedores pelos resultados decepcionantes.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!