Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Estádio ‘fervoroso’ e orgulho da cidade: conheça o Junior Barranquilla, adversário do Botafogo na Libertadores

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
Estádio ‘fervoroso’ e orgulho da cidade: conheça o Junior Barranquilla, adversário do Botafogo na LibertadoresFoto: @JuniorClubSA

A partida entre Botafogo e Junior Barranquilla, na próxima quarta-feira (3), marcará algo inédito na história de ambos os clubes, esse será o primeiro confronto entre os dois em jogos oficiais. Além de marcar um retorno do Alvinegro à Libertadores após ficar sete anos ausente da competição, sua última participação foi no ano de 2017, quando foi eliminado pelo Grêmio nas quartas.

Em sua primeira partida na competição continental após um longo tempo, o Alvinegro irá enfrentar o atual campeão do torneio do segundo semestre do futebol colombiano, o Finalización 2023. Los Tiburones o conquistaram após derrotarem o Independiente Medellín nos pênaltis. Para saber mais sobre o adversário do Botafogo da próxima quarta-feira, o Esporte News Mundo conversou com o jornalista colombiano, Rafael Castillo, do jornal “El Heraldo”. 

Objetivo do Júnior para Libertadores

O ano de 2024 é um ano especial para o Junior Barranquilla, trata-se do ano do centenário da equipe, por conta disso, a diretoria do clube tem como objetivo avançar para a segunda fase da competição continental. Los Tiburones não participam da Libertadores desde 2021. A equipe não chega as oitavas desde 2011. Em sua última participação na competição, os Los Tiburones caíram no mesmo grupo de Fluminense e River Plate.

-A ideia é que a equipe consiga avançar para a segunda fase e se fortalecer muito mais tarde para ter um protagonismo maior e ir o mais longe possível. Para o momento o objetivo é ultrapassar da fase inicial que tem sido tão difícil nos últimos tempos.- Afirmou Rafael Castillo. 

Elenco do Junior Barranquilla

Para essa temporada, a diretoria do Junior Barranquilla optou manter a base do time que conquistou o último torneio Finalización. Ao todo sete jogadores foram contratados nesta janela, e por outro lado apenas três jogadores deixaram a equipe. 

Los Tiburones repatriaram três jogadores que já haviam passado pelo clube: o volante Víctor Cantillo (vindo do Corinthians), o ponta Yimmi Chará (ex-Atlético-MG e estava no Portland Timbers da MLS) e o zagueiro Rafael Pérez (que estava no San Lorenzo). Por outro lado, fizeram um grande esforço financeiro para renovar o contrato de jogadores e recusaram ofertas para jogadores importantes. 

-Junior preservou a base do time que se sagrou campeão e a reforçou com jogadores importantes que já haviam passado pelo clube como Rafael Pérez (do San Lorenzo), Víctor Cantillo (do Corinthians) e Yimmi Chará (do Portland Timbers da MLS). Os três e outros jogadores vieram fortalecer o time campeão. Foi feito um grande esforço econômico para manter a base campeã porque vários tiveram seus contratos renovados para não saírem. Eles tiveram ofertas de clubes do exterior. – Explicou Rafael.

O técnico

O Junior Barranquilla é treinado pelo técnico colombiano Arturo Reyes, ele foi zagueiro e jogou pelo clube. Como técnico treinou as seleções de base da Colômbia e foi assistente do treinador uruguaio Julio Comesaña e do português Carlos Queiróz em sua passagem pela seleção principal do país, além de ter tido uma passagem pelo próprio Junior (duas vezes), Barranquilla .F.C (time B do Junior) e o Patriotas Boyacá.

Arturo Reyes, técnico do Junior Barranquilla. Foto:@JuniorClubSA

Esta é a terceira passagem de Arturo Reyes pelos Los Tiburones, ele está no clube desde agosto de 2023. Nesta passagem o técnico ajudou a equipe a conquistar o Finalización de 2023 e chegar na Superliga Colômbia, equivalente a supercopa do Brasil, onde se enfrentam os campeões do torneio Apertura e do Finalización, na competição acabou sendo derrotado pelo Millonarios (campeão do do Apertura).

Para saber tudo sobre o Botafogo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Estilo de jogo

Arturo Reyes é um treinador ofensivo que gosta que suas equipes tenham a posse de bola e marquem pressão em determinados momentos da partida, para se ter noção disso no torneio Finalización do ano passado o Junior teve uma média de posse de bola de 55,4%. Quando o Junior joga em casa, no Estádio Roberto Meléndez Metropolitano, se torna um time muito mais ofensivo e usa a velocidade das alas para tentar machucar seus rivais. 

O Junior gosta de explorar o lado esquerdo, onde joga o lateral Gabriel Fuentes, jogador formado na base do clube e que passou pelo Zaragoza, da Espanha e que foi chamado para a seleção colombiana nesta última Data Fifa. 

-Arturo Reyes é um treinador que procura jogar com posse de bola e pressionar em determinados momentos do jogo. Em casa ele é muito mais ofensivo, sai para comer o rival com muita habilidade e velocidade. Ele tem homens que desequilibram bastante nas alas. O bastão da posse de bola é Víctor Cantillo, que controla muito bem a bola e está desenvolvendo o jogo. Gabriel Fuentes, extremo que foi convocado para a seleção colombiana nesta nesta Data Fifa, é peça fundamental no ataque. Ele projeta muito bem na ala esquerda. – explica o jornalista.

Formação

O técnico Arturo Reyes costuma escalar o Junior Barranquilla no esquema 4-2-3-1. No gol está o goleiro uruguaio Santiago Mele, de 26 anos, que tem sido nome frequente nas convocações da seleção uruguaia de Marcelo Bielsa. A sua linha de defesa é formada por quatro jogadores, na lateral direita está Walmer Pacheco. O time de Barranquilla terá dois desfalques importantes no centro da defesa, o zagueiro Rafael Peréz fraturou o fêmur e a tíbia em fevereiro e deve ficar fora entre 4 até 8 meses, já o zagueiro argentino Emanuel Olivera sofreu um trauma no joelho esquerdo e ficará afastado por 45 dias. Seus substitutos devem ser entre Jermein Peña, Brayan Ceballos ou Nicolás Salazar. A lateral-esquerda é ocupada por um destaques do time, Gabriel Fuentes, jogador que foi convocado pela seleção colombiana na última Data Fifa. 

O Junior joga com dois volantes. O primeiro deles é um velho conhecido do futebol brasileiro, trata-se Victor Cantillo, que passou quatro temporadas no Corinthians e que voltou para o time de Barranquilla na última janela. Seu companheiro de posição é Didier Moreno, o capitão da equipe. 

Na frente, o trio de meias ofensivos é formado por três jogadores. No meio está Yimmi Chará, ex-jogador do Atlético Mineiro e que estava no Portland Timbers da MLS, ele é responsável por articular o time no ataque. Na esquerda está José Enamorado. Enquanto no lado direito joga Déiber Caicedo, que estava no Vancouver Whitecaps. Mais a frente está um atacante com muita experiência e gols no futebol europeu, trata-se de Carlos Bacca, de 37 anos, que jogou em Milan e Villarreal. Na última temporada, o camisa 70 anotou 25 contribuições para gols em todas as competições em que Los Tiburones participaram. Neste ano já foi responsável por nove participações em gols.    

Carlos Bacca voltou para o Junior em 2022. Foto: @JuniorClubSA.

Atual temporada e destaques

Atualmente, o Junior Barranquilla ocupa a quinta posição do Campeonato Apertura, com 24 pontos conquistados em 14 jogos. O time já conquistou sete vitórias, teve três empates e foi derrotado quatro vezes. 

Até este momentos os destaques do Junior Barranquilla tem sido Santiago Mele, o goleiro uruguaio de 26 anos é atualmente o terceiro goleiro da competição que mais fez defesas, segundo o site de estatísticas FBRef o jogador já fez 44 na competição até agora, tendo uma porcentagem de defesas de 83.0%. A zaga da equipe tem sido segura. Na volância, Cantillo ainda não está em seu melhor estado físico, mas tem ido bem. O meia criativo Roberto Hinojoza tem tido boas atuações. E por último, Carlos Bacca, que é o artilheiro da equipe, ainda não está em sua melhor forma, os dois somam apenas seis participações para gols entre eles. 

Por outro lado, Yimmi Chará, ainda precisa melhorar. Enquanto Enamorado e Caicedo ainda não têm tido atuações como tinham no ano passado e tem contribuído pouco para gols da equipe até agora, os dois juntos somam apenas seis contribuições para gols nesta temporada. 

-Santiago Mele, seu goleiro que faz parte da seleção uruguaia. Mostra muita confiança. Os dois zagueiros tiveram um início de campanha correto, o argentinos Emanuel Olivera e Jermein Peña. Víctor Cantillo, embora lhe falte ritmo e melhor condição física, tem estado muito bem. Enamorado e Caicedo não têm estado tão bons quanto no ano passado, mas seus lapsos acendem o ataque de Junior. Bacca precisa se aquecer, mas ainda é o artilheiro do time até o momento. Chará também elevar de nível. Roberto Hinojoza, meio-campista criativo que chegou no time este ano, tem feito boas atuações.- Explicou Rafael Castillo do El Heraldo. 

Casa 

O Junior Barranquilla manda seus jogos no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez que tem capacidade para mais de 45 mil pessoas. Sua torcida é apaixonada e faz festas no seus jogos em casa, como explica Rafael. 

-Um ambiente fervoroso, muito solidário e colorido a favor do Junior. É o único time da cidade e se tornou um símbolo do povo de Barranquilla. Haverá muito incentivo e apoio.

O Botafogo visitará o Estádio Roberto Meléndez apenas na última rodada da fase de grupos da Libertadores, em partida que está prevista para acontecer no dia 28/05, às 19h. 

Desempenho jogando em casa e fora 

O Junior Barranquilla costuma ser um time que vai muito bem jogando em casa, neste Campeonato Colombiano a equipe somou 16 dos seus 24 pontos jogando em seus domínios e segundo melhor mandante da competição. Até agora a equipe sofreu apenas dois gols jogando em casa. Por outro lado, Los Tiburones somaram apenas 8 pontos jogando fora de casa. 

-É melhor em casa. Lá fora ele não é tão dominante e opressor como normalmente é em casa. Tenta ser ofensivo, pois não sai para estacionar o ônibus em sua área, mas falta-lhe brilho, harmonia e determinação como visitante. É algo que tem sido muito criticado. Ainda conseguiu alguns resultados positivos, mas não tem a mesma lucidez que se vê em casa.

Junior Barranquilla contra times brasileiros 

Ao longo de sua história, segundo o site “Ogol”,  o Junior Barranquilla enfrentou 28 vezes equipes brasileiras somando Libertadores e Copa Sul-Americana, tendo vencido seis vezes, empatado outras seis ocasiões e tendo perdido 21 jogos. Em 2019 decidiu a final da Sul-Americana contra o Athlético Paranaense, mas perdeu nos pênaltis. Mais recentemente enfrentou o Fluminense na Libertadores de 2022, onde venceu o tricolor em Barranquilla por 3 a 0 e perdeu no Rio de Janeiro por 2 a 1. 

O Junior Barranquilla voltará a jogar no Rio de Janeiro após dois anos nesta quarta-feira (3), onde terá sua primeira experiência de jogar no Estádio Nilton Santos e contra o Botafogo, a bola rola às 19h. 

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE