Da Série C à elite do futebol nacional: A trajetória do Vitória nos primeiros desafios em 2024

Da Série C à elite do futebol nacional: A trajetória do Vitória nos primeiros desafios em 2024

Da Série C à elite do futebol nacional: A trajetória do Vitória nos primeiros desafios em 2024Maria Gabriella Reis

Reconstrução. Reinvenção. Superação. São algumas das muitas palavras que marcam as últimas trajetórias do Vitória no cenário futebolístico. O Rubro-Negro, que chegou a apresentar riscos de declínio para a quarta divisão nacional, alcançou, de maneira consecutiva, dois acessos antes de consolidar-se novamente na elite do futebol nacional.

Após a classificação para Série B em 2022, o Vitória chegou em 2023 tendo como um dos seus maiores objetivos alcançar o acesso imediato à Primeira Divisão. A temporada, no entanto, começou complicada, com eliminações nas primeiras fases das Copas do Brasil e Nordeste e também do Campeonato Baiano. Na Segundona, por outro lado, embora tenha oscilado em alguns momentos, o Rubro-Negro não desapontou. Além do acesso antecipado, o Leão da Barra também garantiu o título da competição, o primeiro nacional de sua história.

Com o troféu e o acesso assegurado, o Vitória reconquistou a confiança e o alegria do seu torcedor, peça fundamental para a caminhada do clube até aqui. Em 2024, após seis anos, o Rubro-Negro conseguiu quebrar um jejum incomodo. A equipe voltou alcançar o título de campeã baiana.

A CAMPANHA ATÉ O TÍTULO DO BAIANÃO 2024

A estreia do Vitória pelo Campeonato Baiano 2024 aconteceu na Arena Valfredão, em Riachão do Jacuípe, diante do Jacuipense, que aquele momento, era o vice-campeão estadual. Na ocasião, o Rubro-Negro venceu por 1 x 0, com um gol de Iury Castilho. Na sequência, jogando no Barradão, garantiu mais três pontos. Desta vez, derrotando o Bahia de Feira, também pelo placar mínimo. Osvaldo foi o autor do tento rubro-negro.

O primeiro tropeço do Leão veio na 3ª rodada, quando perdeu para o Barcelona de Ilhéus por 2 x 1, fora de casa. No confronto seguinte, contra a Juazeirense, o time de Léo Condé conquistou mais um resultado positivo. 3 x 0 no marcador. Camutanga, Alerrandro e Caio Dantas balançaram as redes. O adversário da 5ª rodada foi o Jequié. Neste duelo, o Jipão levou a melhor, ao derrotar o Rubro-Negro por 1 x 0, em casa. O primeiro e único empate do Vitória no Baiano ocorreu na 6ª rodada, quando o clube ficou no 0 x 0 com o Jacobina, no mando de campo adversário.

O primeiro clássico Ba-Vi no Estadual foi disputado na 7ª rodada. Depois de sair na frente, o Leão viu o Tricolor virar a partida, mas não se abateu. Com gols de Osvaldo, em duas oportunidades, e Alerrandro, o time rubro-negro virou o jogo e venceu por 3 x 2. O palco do confronto? Não poderia ser outro: O Barradão. Depois do jogo contra o Esquadrão de Aço, o Vitória enfrentou mais dois desafios antes de chegar a semifinal. Venceu o Atlético de Alagoinhas por 3 x 0, dentro de casa e posteriormente, bateu o Itabuna, longe de Salvador, por 2 x 0.

Ao todo, foram nove rodadas na primeira fase da competição. Neste percurso, o Rubro-Negro realizou uma campanha de seis vitórias, um empate e duas derrotas. O Leão terminou em 2º lugar na classificação geral, sustentando os mesmos 19 pontos do Bahia, mas com menor saldo de gols.

SEMIFINAL DIANTE DO BARCELONA

O adversário do Vitória nas semifinais foi o Barcelona de Ilhéus, o caçula na elite do futebol baiano. Em um formato de ida e volta, o Rubro-Negro alcançou dois resultados positivos. No primeiro duelo, venceu por 2 x 0, jogando em Ilhéus, com gols de Alerrandro e Zé Hugo. Na partida de volta, no Barradão, o placar foi mais elástico. Com gols de Osvaldo, Camutanga, Alerrandro e Mateus Gonçalves, a equipe de Léo Condé venceu por 4 x 1 e confirmou a classificação para a grande final.

Quer saber mais sobre o Vitória? Não perca tempo! Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

FINAL: O ENREDO ENTRE VITÓRIA E BAHIA

Quis o destino e claro, as boas campanhas das duas equipes, que a dupla Ba-Vi se reencontrasse para protagonizarem a grande decisão do Baianão 2024. Mais um capítulo de um enredo tão grandioso dentro do âmbito do futebol seria desenvolvido.

A primeira página, escrita no Barradão, teve em sua narrativa uma virada histórica. O Vitória venceu por 3 x 2, de virada, com dois gols de Mateus Gonçalves, expulso no clássico anterior, pela Copa do Nordeste, e um de Iury Castilho, que assim como o camisa 23, saiu do banco de reservas para consolidar a vantagem e sustentar a invencibilidade rubro-negra diante do seu torcedor. Cauly e Thaciano marcaram para o Tricolor.

A segunda e última página deste capítulo teve como cenário a Arena Fonte Nova. O Bahia, apesar da desvantagem, tinha motivos para acreditar na conquista. Além do melhor ataque, ainda não havia perdido em seus domínios na temporada, semelhante ao Rubro-Negro. Contudo, do outro lado, o Vitória, junto com a vantagem, também tinha razões para seguir confiante. O Leão tinha a melhor defesa da competição. Seria, sem dúvidas, um confronto emocionante, como exige a história de um clássico. O placar terminou 1 x 1. Wagner Leonardo e Everton Ribeiro foram os autores dos gols. Com o empate, após seis anos, o Vitória voltou a soltar o grito de campeão baiano. Agora, assegura 30 títulos no total.

ESTREIA NO BRASILEIRÃO SÉRIE A

Entre as competições no calendário do Vitória na temporada, com certeza, a disputa da Série A será um dos maiores desafios para o Rubro-Negro em 2024. Sem vida fácil, o Leão da Barra irá fazer sua estreia diante do Palmeiras, o atual campeão do torneio nacional. Para essa partida, o técnico Léo Condé poderá contar com mais alternativas no elenco. O zagueiro Reynaldo, os meio-campistas Léo Naldi, Jean Mota, Luan Santos, Pablo e o atacante Luiz Adriano, que foram contratados recentemente, terão a oportunidade de reforçar a equipe, já que não chegaram a tempo para inscrições no Baianão.

Everaldo e Felipe Vieira, por outro lado, que ainda se recuperam de lesão, devem seguir fora, assim como o atacante Caio Dantas, acertado com o Guarani. No entanto, inicialmente, o treinador rubro-negro deve manter a base do time que encarou o Bahia na decisão do Estadual. O confronto contra o Alviverde Paulista está marcado para o próximo domingo (14), às 18h30 (de Brasília), no Barradão, em Salvador.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!