Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Conheça os campeões do Ubatuba Sailing Festival

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
[object Object]Foto: Flávio Perez

O encerramento do International Paint Ubatuba Sailing Festival ocorreu neste domingo (31), no Saco da Ribeira, sede do Ubatuba Iate Clube.

Mais de 40 barcos participaram da 15ª edição do evento, que reuniu veleiros das classes ORC, RGS e Cruiser, esta última assumindo a denominação de Bico de Proa.

A ABVO – Associação Brasileira de Veleiros de Oceano foi uma das apoiadoras do campeonato.

As regatas finais foram realizadas com ventos de fraca intensidade e muito sol no litoral norte paulista.

Na categoria RGS Geral e na divisão C, o Mais Rabugento Cognac Sails levou o título. O barco Fast 303 de Pedro Henrique Gonçalves dos Santos superou o Lucnan, um Ranger 22 de Eliezer da Cruz, após três regatas. Participaram 15 barcos nesta categoria.

O Beleza Pura 2 de Alexandre Ferraz foi o vencedor na divisão B, enquanto na RGS A, o ganhador foi o Força Maior do skipper Ramiro José Eli. Nos Clássicos, o Gaudério, comandado por Laurence Colvara, superou outros três veleiros e conquistou a medalha de ouro.

“Em termos de regata, foi muito legal com vento todos os dias, sempre digo que tem vento aqui, sempre dá para fazer uma brincadeira legal”, disse Alexandre Ferraz, do Beleza Pura.

O melhor Cruiser, anteriormente conhecido como Bico de Proa, foi o Super Bakanna. O modelo RC 33 de Alexandre Dangas venceu todas as provas, superando o Kon Tiki, de Michael Downey. Na versão B dos Cruiser, o Cisco Kid, de Norival Faria Jr., lidera com folga.

ORC tem novo campeão

O Phytoervas 4Z, de Marcelo Bellotti e Fábio Bruggioni, sagrou-se campeão da ORC. O barco S40 conquistou três vitórias nas cinco provas e superou King e Bravo, garantindo o lugar mais alto do pódio.

No total, seis veleiros da ORC participaram do USF. Juan de la Fuente, integrante do Phytoervas, comentou sobre a conquista: “Foi um título importante para a nossa equipe. Conseguimos velejar bem, acertar as decisões, mas tem muita coisa para evoluir. Temos mais eventos pela frente e queremos brigar pelos títulos”.

A equipe também foi Fita-Azul e ganhadora da classe ORC na Regata de Percurso Marinha do Brasil Ilha da Vitória por Boreste, que abriu a competição apoiada pela ABVO – Associação Brasileira de Veleiros de Oceano. A regata teve quase 17 milhas náuticas e foi marcada por vento fraco. 

”Já entramos na liderança na última regata após fazer uma pontuação importante para conquistar esse título em Ubatuba”.

”Abrimos o dia decisivo em primeiro lugar empatados e vencemos logo de cara. Depois foi só administrar, seria difícil perder pela combinação de resultados. Mesmo assim conseguimos nosso objetivo ”, disse Marcelo Bellotti, que agradeceu os patrocinadores Phytoervas e co-sponsor Galapagos Capital pela parceria, além de Pier Boat e da Volvo Penta.

O Phytoervas 4Z venceu três das cinco regatas do Ubatuba Sailing Festival 2024 com seu Soto 40. A entrada do descarte do pior resultado, que foi um sexto lugar na segunda disputa do sábado (30), garantiu a conquista.

”Conseguimos um resultado expressivo nesse campeonato particularmente difícil. Terminar o título num dia de sol assim com regata legal e ganhando o campeonato, não dá para ser melhor”, contou Fábio Bruggioni.

Raia cheia

A comissão liderada por Cuca Sodré aprovou o campeonato em Ubatuba (SP). “Regatas com ventos diversos, um dia mais forte, fraco e também um vento médio. Mas é satisfatório quando conseguimos concluir o objetivo! Essas novas categorias foram muito aceitas. Os barcos disputando juntos as regatas é muito bom de ver”.

A convite do presidente da ABVO, Bayard Neto, o juiz Cuca Sodré ministrou uma palestra aos velejadores para acompanhar as instruções para as regatas. “É muito bom também ajudar por meio das palestras. Nosso objetivo não é explicar 30 regras de uma vez. Mas sim, abordar alguns pontos fundamentais para os novos velejadores, já que muitos atletas novos estão sendo integrados às tripulações!”

Fundada em 1955, a Associação Brasileira de Veleiros de Oceano é a única entidade de promoção da Vela de Oceano no Brasil. Afiliada oficial da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), a ABVO é responsável por organizar competições anuais e contribuir para o desenvolvimento de um dos esportes mais vitoriosos do país, tanto nas classes olímpicas quanto nas não olímpicas.

A ABVO é liderada pelo santista Bayard Umbuzeiro Neto como Comodoro, pelo bicampeão olímpico Torben Grael como 1º Vice-Comodoro, e por Paulo Cezar Gonçalves, conhecido como Pileca, como 2º Vice-Comodoro.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE