Bruno Henrique vê influência de Textor em resultado no clássico

Bruno Henrique vê influência de Textor em resultado no clássico

Bruno Henrique em ação no Flamengo 0 x 2 Botafogo  Foto: Vítor Silva/Botafogo

Após a derrota de 2 a 0 do Flamengo para o Botafogo, o atacante Bruno Henrique comentou que viu interferência de John Textor, dono do Alvinegro, no desempenho da arbitragem. Vale lembrar que o empresário norte-americano reclama há meses de erros que teriam prejudicado o time dele.

Dentro de campo, o segundo gol do Botafogo sobre o Flamengo gerou críticas de Bruno Henrique. O camisa 27 afirmou que Fabrício Bruno sofreu falta na origem do lance. Inclusive, o defensor rubro-negro também reclamou de infração no lance, que aconteceu aos 48 do segundo tempo, quando o Fla já perdia por 1 a 0.

“Ele (o árbitro) usou o argumento que ano passado a gente fez um gol igual ao que o Botafogo fez agora. O jogador, que não lembro quem foi, meio que empurrou o Tchê Tchê por trás no lance (em 2023). A gente não vê o ano passado, a gente quer saber de hoje”, começou Bruno Henrique.
O camisa 27 do Flamengo se referia a um lance na vitória do Fla por 2 a 1 sobre o Botafogo no returno do Brasileirã de 2023. Inclusive, este lance citado por Bruno Henrique está em um relatório entregue por Textor à CPI da Manipulação dos Jogos.
“Aí depois dessa polêmicas do presidente (dono) do Botafogo, que falou um monte de coisa, a gente não sabe o que pode acontecer. O gol na minha visão foi irregular, acaba que atrapalha. Então ele usou esse argumento, não sei o porquê. Se o Botafogo falar de lá, então o Flamengo vai ter que começar a falar também. Outras equipes também, porque não pode ser desse jeito”, concluiu Bruno Henrique.

Situação na tabela

Fato é que, com a derrota para o Botafogo, o Flamengo estacionou nos sete pontos no Brasileirão, agora com quatro partidas. O Rubro-Negro, que tinha a chance de terminar a rodada na liderança, despencou na classificação e pode dormir em sétimo lugar.
Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!