Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Richarlison desabafa após fase mais difícil da carreira: ‘Pensei em desistir do futebol’

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
Richarlison demonstra alegria e descontração em seu retorno à Seleção BrasileiraFoto: Rafael Ribeiro / CBF

O atacante Richarlison demonstrou resiliência e superação em um momento conturbado em sua carreira. Ele esteve presente na primeira lista de convocados da Seleção Brasileira na era Dorival Júnior. O pombo classificou o pós Copa do Mundo de 2022 como o mais difícil como jogador de futebol e desabafou em entrevista à ‘ESPN’.

“Depois da Copa do Mundo eu ia treinar e já queria voltar para casa, para o meu quarto. Eu não sei o que estava dando na minha cabeça. Eu cheguei a falar ao meu pai que eu ia desistir do futebol. Dá até tristeza de falar isso. É loucura isso, eu tinha acabado de disputar um Mundial, estava no meu auge. Só eu sei o que passei depois da Copa, e ainda descobriram coisas aqui dentro de casa de pessoas que conviveram comigo por mais de sete anos”, confessou o centroavante.

Richarlison sofreu críticas pelo seu desempenho tanto no clube como na Seleção Brasileira após o Mundial no Qatar. Principalmente durante grande parte de 2023. Neste período, ele deu fim à parceria com o empresário Renato Velasco, com quem trabalhou desde o início de sua carreira. Exatamente a quem ele se refere à convivência por mais de sete anos.

Richarlison credita sua volta por cima a ajuda psicológica

Além disso, o atacante descobriu uma lesão no púbis e os problemas psicológicos também interferiram no seu rendimento. Tal cenário ficou evidente quando ele chorou após ser substituído na vitória por 5 a 1 da Seleção sobre a Bolívia, pelas eliminatórias. Na ocasião, o atleta se cobrou por não conseguir marcar contra o adversário.

Como em outras oportunidades, Richarlison creditou a sua recuperação à ajuda de uma psicóloga.

“Eu estava no meu limite, estava em depressão, querendo desistir. Os ataques que sofri depois da Copa e esses problemas pessoais dentro de casa me afetaram muito. Logo eu, que parecia forte mentalmente, depois da Copa parece que desabou tudo. A psicóloga salvou a minha vida, porque eu só pensava besteira. No Google eu só pesquisava besteira, só queria ver besteira, de morte”, relatou o centroavante.

“E hoje eu posso falar: procurem um psicólogo, é muito importante e salva vidas. Eu tinha esse preconceito antes, achava que era frescura. Até na minha família há pessoas que têm esse preconceito. Mas eu descobri isso e achei maravilhoso, a melhor descoberta da minha vida”, finalizou.

Ele não esteve na última convocação de Fernando Diniz antes de deixar o cargo. Exatamente pela queda em seu desempenho. Assim, o atacante aproveitou o período longe do time Canarinho para realizar a operação para corrigir o problema no púbis, em novembro de 2023.

Momento de recuperação no Tottenham

Após isso e o acompanhamento psicológico, no mês seguinte, as intervenções já surtiram efeito. Afinal, ele entrou em boa fase no Tottenham, pois anotou nove gols em um intervalo de 10 partidas. Inclusive, sendo essencial para suprir a ausência do principal jogador do time, Son. Seu companheiro não estava disponível para atuar, pois disputava a Copa Asiática com a Coreia do Sul.

Richarlison esteve na primeira convocação de Dorival Júnior, mas nem sequer entrou em campo. Afinal, ainda se recuperava de um problema no joelho, que poderia deixá-lo fora de ação entre três e quatro semanas.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE