Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Estádio do Flamengo: Landim revela o que não vai aceitar numa eventual SAF

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
Landim ainda não decidiu sobre estádio, mas já sabe o que não quer Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, e o vice de comunicação, Gustavo Oliveira, deram entrevista à rádio CBN neste domingo (31/3) sobre a proposta de construção de um estádio rubro-negro. Assim, eles estimaram um custo de R$ 2 bilhões para a realização do sonho de ter uma casa própria para os jogos do Mengão. O Flamengo busca um terreno na região do Gasômetro e tenta financiamento para a empreitada.

Landim aponta modelos inaceitáveis de SAF

Rodolfo Landim respondeu sobre uma das questões mais recorrentes em relação ao futuro estádio: uma eventual SAF (Sociedade Autônoma do Futebol). Dessa forma, o presidente rubro-negro ainda não bateu o martelo sobre o que pretende fazer, mas deixou claro que já sabe, de antemão, o que não quer.

Assim, Landim afirmou que não aceitaria qualquer proposta em que o clube perdesse o controle das decisões.

“Você vê o Botafogo, Cruzeiro e Vasco vendendo percentual e perdendo totalmente o controle do futebol. O Flamengo não tem a menor razão para isso”, disse.

Ele também descartou a hipótese de uma parceria semelhante à do Palmeiras com a WTorre. Após a assinatura do contrato, a empresa ganhou o direito de promover eventos no Allianz – inclusive shows de música – durante 30 anos. Agora, 9 anos após a inauguração da arena (em 19/11/2014), a dívida da WTorre com o Palmeiras chega a R$ 160 milhões e o caso foi parar na Justiça.

“No modelo do Palmeiras, no dia seguinte o sócio está brigando com você, já que quer aumentar a receita do estádio e diminuir a do clube. Esse modelo é ruim. A gente está vendo, mas eu já antecipava os problemas que o Palmeiras está tendo”, afirmou.

Elogios ao esquema do Bayern

Um modelo que recebeu comentário favorável de Landim é o do Bayern de Munique, da Alemanha. Afinal, o clube vendeu uma parcela minoritária do capital e, por isso, não deixou de ser o manda-chuva.

“O Bayern vendeu 25%. Continua tendo 75% . Tem oito conselheiros na empresa e cada sócio minoritário tem um. Então, ele manda no clube.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE