Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Equipes de vela oceânica prontas para desafio do Ubatuba Sailing Festival

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
[object Object]Foto: Flávio Perez | On Board

O International Paint Ubatuba Sailing Festival, um evento tradicional na modalidade, organizado pelo Ubatuba Iate Clube e com o apoio da ABVO – Associação Brasileira de Veleiros de Oceano, inicia nesta sexta-feira (29).

O evento é aberto a diversas classes, incluindo ORC, VPRS, BRA-RGS, BRA-RGS Clássicos, RGS Cruiser e Multicasco. Esta será a 15ª edição da competição USF. O UIC receberá os velejadores nesta quinta-feira (28) para o coquetel e as inscrições.

Equipes como as santistas Inaê Transbrasa e Phytoervas estão prontas para o evento.

Com previsão de vento fraco, Bayard Neto aposta no entrosamento da equipe e nas boas decisões táticas tomadas nos eventos citados acima. ”Vamos pra cima em mais um evento de ponta. A equipe evoluiu bem”.

O Phytoervas, que tem o co-patrocínio da Galapagos Capital, fez sua estreia na Copa Mitsubishi, em Ilhabela (SP) no início do mês. Na oportunidade, Robert Scheidt foi o comandante em um fim de semana, e Fábio Bodra, no outro.

”Saudades de velejar, saudades de estar com o time e poder contribuir. Dias difíceis depois de um acidente de windsurf, uma lesão chata, duas cirurgias, recuperação lenta, enfim um trabalho de paciência. Ainda longe de estar recuperado, mas com a esperança de participar de algumas regatas em Ubatuba”, disse Marcelo Bellotti.

A primeira disputa está marcada para as 12h de sexta-feira (29), com a Regata Percurso Marinha do Brasil Ilha da Vitória por Boreste e Ilha do Mar Virado por Boreste. O Troféu Fita-Azul Marinha do Brasil será concedido ao primeiro a chegar ao clube.

A previsão do tempo para o Feriado de Páscoa indica ventos de 3 a 7 nós nos três dias de regatas e temperatura entre 20 e 28 graus no litoral norte paulista.

”É um evento que a cada ano ganha notoriedade e importancia no calendário da vela oceânica brasileira, e que reúne as principais classes. É uma disputa bem difícil também, pois tradicionalmente no fim de março e no começo de abril em Ubatuba o vento é mais fraco. As tripulações estão empolgadas depois do que vimos na primeira etapa da Copa Mitsubishi, no início do mês”, disse Bayard Neto, comodoro da ABVO.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE