Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Com show de Pedro, Flamengo vence o Nova Iguaçu e fica muito próximo do título

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
Com show de Pedro, Flamengo vence o Nova Iguaçu e fica muito próximo do títuloFoto: Marcelo Cortes/Flamengo

Pedro teve grande atuação e o Flamengo venceu o Nova Iguaçu por 3 a 0, no primeiro jogo da final do Carioca. A grande decisão acontece, também no Maracanã, no próximo domingo (07), às 17h (de Brasília). O Flamengo pode perder por até dois gols de diferença e a taça irá para a Gávea pela 38ª vez.

Grande sensação do campeonato, a Laranja da Baixada foi fundada em 1990 e chega à sua primeira final na história. O atacante Carlinhos, anunciado como novo reforço do Rubro-Negro, teve boa atuação, dando trabalho pra defesa do Flamengo.

O jogo começou com as duas equipes jogando abertas, buscando o ataque. Logo no primeiro minuto de jogo, Pulgar bateu de fora da área e Fabrício defendeu. Aos 3, foi a vez do Nova Iguaçu chegar. Em cruzamento pra área, Carlinhos cabeceou pra fora. O atacante teve mais uma chance, 3 minutos depois, em chute de fora da área, depois de um erro de Luiz Araújo, que gerou um perigoso contra-ataque para a equipe da baixada.

Aos 9, quase saiu o primeiro gol do Flamengo. Em escanteio cobrado pela direita, Pedro escorou de letra para linda defesa de Fabrício. Na sequência, a bola foi cruzada na área, Fabrício Bruno cabeceou e acertou a trave.

O jogo ficou morno após esse lance e, aos 17 minutos, num lance confuso, a bola sobrou para Ayrton Lucas, que foi tocado na grande área. O lateral não caiu imediatamente e depois foi ao chão. O árbitro marcou o pênalti e gerou muita reclamação por parte do time do Nova Iguaçu.

Não houve intervenção do VAR e a infração foi confirmada. Pedro foi pra cobrança e marcou o seu décimo gol na competição.

O jogo continuou muito equilibrado, com o Flamengo com mais posse, mas sem assustar tanto. O Nova Iguaçu seguia tentando sair nos contra-ataques. No último lance antes da parada técnica, De la Cruz fez o passe para Pedro, que ajeito de letra para a finalização de Luiz Araújo. O ponta rubro-negro bateu fraco e Fabrício defendeu com tranquilidade.

Aos 32, foi a vez do goleiro Rossi trabalhar. Em boa jogada do Nova Iguaçu, Xandinho recebeu pelo meio e bateu de perna esquerda, no canto e o goleiro argentino espalmou para escanteio.

A poucos minutos do fim do tempo regulamentar, Pedro teve a chance de marcar o segundo gol. Luiz Araújo ganhou a bola pela direita, cruzou e o atacante perdeu chance incrível. Fabrício pegou com o pé direito. No rebote, Cebolinha ficou com a sobra e tentou driblar o goleiro, que defendeu mais uma vez. Na sequência, Arrascaeta bateu de fora da área, por cima do gol.

Já nos acréscimos, Rossi salvou o Flamengo. Yan soltou uma bomba de fora da área e o goleiro voou para evitar o gol de empate do Nova Iguaçu.

Antes do apito final, Pedro teve mais uma chance e, dessa vez, não desperdiçou. Luiz Araújo cruzou, Arrascaeta escorou pro meio e Pedro, de cabeça, conseguiu desviar para o fundo do gol. Porém, dessa vez, o VAR entrou em ação e marcou impedimento do atacante. Após a análise do lance o árbitro anunciou o fim do primeiro tempo.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações e o jogo se manteve bastante equilibrado. Vale ressaltar a coragem do time da baixada, que não mudou sua forma de jogar, mesmo enfrentando o Flamengo, no Maracanã. A atitude do Nova Iguaçu deixou a final muito mais interessante do que muitos poderiam imaginar que seria.

Só que o Flamengo é o Flamengo. Tem craques que podem mudar o jogo a qualquer momento. Luiz Araújo recebeu uma bola no campo de defesa e fez um lançamento espetacular para Cebolinha dominar e cruzar para o meio. Na marca do pênalti estava Pedro, sempre ele. 11º gol do artilheiro do Carioca, 2 a 0 no placar e mais uma marca alcançada e que deixa Pedro na história do clube: esse foi o gol de número 13 mil da história do Flamengo.

Aos 23 minutos, mais um craque do Flamengo apareceu. Arrascaeta deu passe magistral, de letra, para Luiz Araújo, O ponta cruzou pro meio, mas Pedro não alcançou. Quase o terceiro do artilheiro.

Pouco depois, resposta do Nova Iguaçu. Yagi arriscou o chute e Rossi colocou para escanteio.

Mas Pedro estava inspirado. Em jogada de Arrascaeta, a bola sobrou pra Pedro. O atacante driblou o primeiro, tentou um lençol no segundo e quando iria finalizar, o zagueiro Ronald, que tinha acabado de entrar, tentou fazer o corte e jogou contra a própria meta, encobrindo o goleiro Fabrício. Terceiro do Flamengo e festa nas arquibancadas do Maracanã.

Tite aproveitou para fazer mais duas alterações e descansar seus principais jogadores: saíram Arrascaeta e Luiz Araújo, para as entradas de Matheus Gonçalves e Victor Hugo. Antes, o treinador já havia promovido as entradas de Igor Jesus, Bruno Henrique e Allan, nos lugares de De la Cruz, Cebolinha e Pulgar.

Mesmo com 3 a 0 no placar, o Flamengo continuou pressionando e por pouco não marcou o quarto gol. Ayrton Lucas fez bela jogada pela esquerda e cruzou para o desvio de Bruno Henrique. Fabrício, atento no lance, fez a defesa.

No fim, festa dos quase 44 mil rubro-negros no Maracanã.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE