Bem-vindo(a). Hoje é - Alta Floresta - MT

Botafogo joga bem e goleia Boavista em primeiro jogo da final da Taça Rio

Nos siga no Instagram para receber as notícias em primeira mão!
Botafogo joga bem e goleia Boavista em primeiro jogo da final da Taça Rio Foto: Vitor Silva/Botafogo

No jogo de ida da final da Taça Rio, o Botafogo goleou o Boavista por 4 a 0, jogando no Estádio Elcyr Resende, em Bacaxá. Os gols do jogo foram marcados por Tiquinho Soares (duas vezes), Júnior Santos e Yarlen. As equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, (31), às 18h30, no Estádio Nilton Santos.

Durante os primeiros dez minutos de jogo, ambas as equipes procuraram ter a posse. No entanto, após isso, o Botafogo teve mais a posse de bola e abriu o placar com Tiquinho Soares aos 15. Após isso o time cresceu ainda mais no jogo e Júnior Santos teve um gol anulado por impedimento de Marlon Freitas que participou da jogada. O Alvinegro criou mais chances para ampliar o marcador, mas pecou na finalização e também André Luiz fez defesas importantes. Enquanto o Boavista por sua vez, tentou atacar em lançamentos e  jogadas rápidas, principalmente pelo lado esquerdo e teve um pênalti anulado por impedimento. 

Já no segundo tempo, o Boavista voltou melhor para o jogo e criou algumas chances perigosas, mas se perdeu no jogo após os gols do Botafogo na parte final do segundo tempo. O Botafogo, por sua vez, começou o segundo tempo desligado na partida, mas se impôs antes da parada técnica até o final do jogo e transformou o placar em goleada. Tiquinho ampliou aos 24, Júnior Santos fez o terceiro aos 43 e Yarlen deu números finais ao jogo aos 45.

1° TEMPO 

O jogo começou com os dois times buscando ter a posse de bola. Aos dois, o Botafogo criou a primeira chance do jogo, Tiquinho arriscou de longe, mas não acertou o gol e a bola passou à esquerda da meta de André Luiz. Três minutos depois, o Boavista respondeu, Gatito errou na saída de bola. Crystopher ficou com a bola e arriscou, mas mandou por cima do gol. Aos oito, Marçal cruzou, a defesa afastou mal e a bola sobrou para Damián Suárez que pegou de primeira e obrigou o goleiro a fazer uma boa defesa.

Com o passar do tempo, o Verdão de Saquarema foi se fechando cada vez mais e apostando em jogadas rápidas. Aos 14, Sheldon arriscou falta de longe, mas a bola passou longe do gol. Na sequência o Alvinegro abriu o placar. Alexander Barboza lançou Júnior Santos que dominou, limpou a marcação e tocou para Tiquinho que tocou para o fundo do gol para abrir o placar.  1 a 0 Botafogo. Pouco tempo depois, aos 21, o Alvinegro teve um gol anulado. Tiquinho cruzou, a defesa cortou, a bola sobrou para Marlon Freitas que  tocou para Júnior Santos concluir para concluir para o fundo do gol. No entanto, o gol foi anulado após revisão do VAR. 

Após a parada técnica, o Botafogo ficou com a posse de bola e rondou a área de seu adversário. Aos 29, Tiquinho acionou Raí que arriscou de longe, mas a bola passou por cima do travessão de André Luiz. Três minutos depois, um lançamento da defesa achou Matheus Lucas e foi derrubado por Lucas Halter na área, pênalti, mas que foi anulado por impedimento pelo bandeira.  Aos 36, Barboza e Daniel Maldini  receberam amarelo por desentendimento entre os dois.  Aos 42, o Alvinegro quase marcou o segundo.  Tiquinho fez o pivô e ajeitou para Kauê chegar batendo forte de primeira para o goleiro do Boavista saltar e espalmar para escanteio.  O Alvinegro foi para o segundo tempo em vantagem. 

2° TEMPO

A segunda etapa começou com o Botafogo tendo mais a posse de bola, mas não conseguindo criar chances nos primeiro minutos. Aos nove, após jogada trabalhada na entrada da área do Boavista. Marlon Freitas achou Kauê que arriscou rasteiro e a bola passou à esquerda do gol. Na sequência, o Boavista respondeu. Alyson na direita e obrigou Gatito a fazer boa defesa, mas a arbitragem marcou impedimento. O Verdão de Saquarema cresceu no jogo e criou outra chance perigosa logo depois. Erick Flores, que entrou no intervalo, dominou e chutou a bola passou perto do gol de Gatito. 

Após isso, o Alvinegro mexeu. Marçal e Raí saíram para as entradas de Hugo e Yarlen. Aos 19, Crystopher lançou Erick Flores, que tabelou na área e finalizou para a defesa de Gatito. O Botafogo foi letal em sua resposta e ampliou o marcador. Gatito fez um lançamento rápido para Júnior Santos que disparou pelo lado direito. Ele rolou para o meio para Tiquinho que chegava pelo meio chegar chapando de primeira para ampliar o marcador. 2 a 0 Botafogo. 

Após o gol, Fábio Matias fez mais duas substituições. Damián Suárez e Kauê deixaram o campo para as entradas de Rafael, que não jogava desde o dia 2 de julho do ano passado, e Breno. Aos 38, Tiquinho saiu para a entrada de Janderson. Aos 42, Marlon Freitas viu André Luiz adiantado e tentou a sorte, mas o goleiro voltou a tempo para o gol e fez a defesa. Após o segundo gol o Boavista se perdeu no jogo e cedeu muitos espaços na defesa. Aos 39, Rafael cruzou para Janderson que cabeceou em cima do goleiro.A pressão do Botafogo funcionou. Alguns minutos depois, aos 43, Júnior Santos recebeu um lançamento pela direita e conduziu sozinho para finalizar. 3 a 0 Botafogo. Pouco tempo depois veio o quarto gol. Rafael acertou o bote na saída de bola e a sobrou com Yarlen. Ele dominou e chutou forte cruzado para fazer mais um 4 a 0 Botafogo. Após o gol o Botafogo procurou controlar o jogo, enquanto o Boavista se perdeu de vez na partida. Aos 51, o árbitro encerrou o jogo. Botafogo 4 x 0 Boavista. O Alvinegro sai com uma boa vantagem para o segundo jogo da Taça Rio. 

As equipes voltam a se enfrentar, no segundo jogo da Taça Rio, no próximo domingo (31), às 18h30, no Estádio Nilton Santos.

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!
WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE