Aos 58, Romário é inscrito pelo America-RJ e poderá jogar com o filho

Aos 58, Romário é inscrito pelo America-RJ e poderá jogar com o filhoFoto: Reprodução

Torcedor, presidente e novamente jogador do America-RJ. Mandatário do clube carioca desde janeiro, Romário foi inscrito na lista de atletas e poderá disputar a segunda divisão do Campeonato Carioca, segundo informações desta terça-feira, 16, do site ge. Aos 58 anos, o ídolo do futebol brasileiro poderá jogar ao lado do filho Romarinho, recentemente anunciado como um dos reforços para a temporada 2024.

Romário receberá um salário mínimo obrigatório, que vai devolver como doação ao America. O ex-craque que brilhou por Vasco, Flamengo, PSV e Barcelona está aposentado desde 2009, quando pendurou as chuteiras pelo próprio Mecão, paixão que herdou do pai, Edevair.

O herói do tetra em 1994, que também é senador da República pelo PL, segue em boa forma e costuma disputar campeonatos amadores. Presidente do clube, ele deve conversar com seu treinador Marcus Alexandre para definir por quantos minutos deve ser utilizado. Procurada por PLACAR, a assessoria do America informou que o jogador se pronunciará sobre o tema em breve, em suas redes sociais.

A Série A2 do Campeonato Carioca começa em 18 de maio, com a participação de 12 clubes (America, Americano, Araruama, Artsul, Audax Rio, Cabofriense, Duque de Caxias, Maricá, Olaria, Petrópolis, Resende e Serrano). Apenas o campeão sobe para a primeira divisão.

Chance de jogar com o filho

No America, Romário poderá realizar o sonho de formar uma dupla de ataque com o filho. Romarinho, hoje com 30 anos, primogênito do Baixinho, nasceu em Barcelona e tem nacionalidade espanhola e brasileira. Começou a carreira nas categorias de base do Vasco, quando o pai ainda jogava em São Januário. Sempre como segundo atacante, também teve passagens por Brasiliense, Macaé, Tupi, Figueirense, entre outros times.

View this post on Instagram

A post shared by America Football Club RJ (@americarjoficial)

Romário tem uma relação antiga com o América. O pai, Edevair de Souza Faria, que morreu em 2010, aos 76 anos, tinha o sonho que o filho jogasse no clube pelo qual era apaixonado. Ainda que por apenas um jogo, já depois do final carreira em alto nível, Romário atuou pela equipe um ano antes da morte do pai.

Em janeiro deste ano, o tetracampeão tomou posse como presidente, com a missão de sanar as dívidas e recolocar o time na primeira divisão do Campeonato Carioca. Em dezembro do ano passado, Romário concedeu entrevista à PLACAR e falou sobre seus planos, agora como cartola.

 

 

Fonte: www.canalrural.com.br
O conteúdo acima foi originalmente publicado no CanalRural e indexado ao Alta Notícias

COMPARTILHE!