Uefa suspende Mourinho por quatro jogos por xingar árbitro na final da Liga Europa

O Comitê Disciplinar da Uefa suspendeu nesta quarta-feira o técnico José Mourinho por ter xingado o árbitro da final da Liga Europa, na qual a Roma, equipe do treinador português, foi derrotada pelo Sevilla. O gancho de quatro jogos será cumprido em torneios europeus, como a própria Liga Europa e a Liga dos Campeões, além da Liga Conferência.

Mourinho havia sido denunciado pela Uefa por usar “linguagem insultuosa/abusiva contra um árbitro” com o inglês Anthony Taylor. Câmeras de televisão do jogo flagraram o português disparando ofensas contra o árbitro por diversas vezes ao longo da final. Ao fim da partida, ele se dirigiu ao juiz no estacionamento do estádio para novas críticas.

Na entrevista coletiva, o técnico definiu o juiz como “desgraça”. Ele ficou bastante indignado com a arbitragem do inglês na decisão disputada em Budapeste por causa de um pênalti não marcado por toque de mão na área. Taylor ainda teria deixado de expulsar dois jogadores do Sevilla que já tinham cartão amarelo e fizeram faltas duras, passíveis de novo cartão. E foram aplicados 13 cartões pelo inglês na decisão.

A polêmica arbitragem teve repercussão dias depois ainda, quando o inglês e sua família foram intimidados por torcedores da Roma no aeroporto, no dia seguinte à decisão. A final foi disputada no dia 31 de maio, em Budapeste, na Hungria.

O jogo, marcado pelo clima quente dentro de campo, contou com outras punições à Roma. O clube italiano foi multado em 55 mil euros (cerca de R$ 287 mil) devido a duas outras denúncias. Uma delas, que alcança o valor de 50 mil euros, ainda contou com a proibição de vender ingressos para torcedores visitantes no próximo jogo da equipe em competição europeia.

As sanções se referem ao lançamento de sinalizadores e objetos em campo, além de danos causados por seus torcedores no estádio. Os outros 5 mil euros se devem à conduta imprópria do próprio time italiano na final.

Por essa razão, a Roma ainda recebeu a ordem de entrar em contato com a Federação de Futebol da Hungria, num prazo de 30 dias, para acertar acordo com a entidade para pagar os danos causados no estádio de Budapeste.

MAIS PUNIÇÕES

A Roma também foi sancionada por causa de distúrbios semelhantes na partida de ida da semifinal, contra o Bayer Leverkusen, pela mesma competição, no dia 11 de maio. O time italiano terá que desembolsar mais 30 mil euros (R$ 156 mil) e terá que fechar parte do seu estádio, equivalente a 6 mil lugares, no seu próximo jogo europeu, porque seus torcedores arremessaram objetos no gramado.

O mesmo jogo rendeu mais 50,5 mil euros, equivalente a R$ 263 mil, em punições pelas seguintes infrações dos torcedores: lançamento de sinalizadores em campo e bloqueio de passagens públicas.

Leia Também: Meia da Bélgica critica Courtois por abandono da seleção após divergências internas

Fonte: ig.com.br
Artigo extraído do site IG.com.br

COMPARTILHE!