Casemiro diz que não ficaria surpreso se Vini Jr. deixasse o Real Madrid

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Ex-companheiro de Vinícius Júnior no Real Madrid, o volante Casemiro falou sobre os recentes casos de racismo sofrido pelo atacante. Em entrevista à “TNT Sports”, o jogador disse que não ficaria surpreso se Vini Jr. optasse por deixar o clube espanhol. em breve.

Companheiro do atacante também na seleção brasileira, Casemiro destacou as reclamações constantes de Vini Jr. quanto ao racismo e afirmou que a La Liga precisa tomar uma medida para não perder um jogador.

“Incomoda a gente ainda ter gente assim. Não é a primeira vez que o Vinícius reclama, ele reclama muito. Acho que a La Liga tem que tomar medidas, porque não pode perder um jogador assim. Fico feliz que ele esteja no Real Madrid. Mas não me surpreenderia se ele quisesse sair, se quisesse se dedicar a outras coisas”, disse Casemiro.

Ao longo da atual temporada do futebol espanhol, Vini Jr. foi alvo de racismo em diversos jogos do Real Madrid. O mais recente deles se deu no dia 21 de maio, em partida contra o Valencia, pelo Campeonato Espanhol.

Na ocasião, a torcida do Valencia fez cânticos e gestos racistas, se referindo ao atacante brasileiro como “mono”, que significa “macaco” em espanhol. O caso ganhou grande repercussão. Dias depois do acontecido, alguns torcedores da equipe foram identificados e presos, mas acabaram soltos em seguida.

Recentemente, a Justiça espanhola convocou Vini Jr. para depor sobre o caso após o Real Madrid fazer denúncia por crime de ódio por parte da torcida rival. Ainda cabe ao juiz local definir se dará andamento ao processo depois de ouvir os envolvidos.

Fonte: ig.com.br
Artigo extraído do site IG.com.br

COMPARTILHE!